Cultura popular

Dia do Artesão: veja onde comprar artesanato em Pernambuco

Publicado em 18/03/2017 , às 20 h01

NE10

 / Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem

Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem

Importantes na preservação e propagação da cultura popular, os artistas que fazem trabalhos manuais são lembrados neste domingo (19), quando comemora-se o Dia Mundial do Artesão. Na data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), o NE10 traça um roteiro de locais onde se pode comprar esses produtos em Pernambuco. Confira:

Centro de Artesanato de Pernambuco

Inaugurado em 2013, a unidade do Recife fica ao lado do Marco Zero, área central da capital pernambucana. Reúne a produção de artesãos de todo o Estado. Funciona de segunda a sábado, das 8h às 18h e, no domingo, das 9h às 17h. A unidade de Bezerros, no Agreste pernambucano, conta com peças de mais de 500 artistas do estado e funciona de terça a sábado, das 9h às 18h e, aos domingos, das 9h às 13h.

Casa da Cultura

O local funcionou como penitenciária durante 118 anos. Quando transformada em espaço cultural, foi inaugurada em 14 de abril de 1976. Hoje possui variedade de artesanato de mais de 149 municípios. Funciona na Rua Floriano Peixoto, s/nº, bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife, de segunda a sexta das 9h às 19h, sábados das 9h às 18h e domingo das 9h às 14h.

Mercado de São José

Além dos tradicionais boxes que comercializam carne, peixes e condimentos, o Mercado de São José, no Centro do Recife, abriga um importante centro de artesanato. Fica aberto de segunda a sábado, das 6h às 18h e, aos domingos e feriados, das 6h às 13h.

Mercado da Ribeira

Em Olinda, o espaço foi construído no século 16 em um local histórico da Cidade Alta. Funciona todos os dias, das 9h às18h30, com algumas lojas abertas até as 21h.



Alto da Sé

Também em Olinda, o local conta com elevador panorâmico e mercado de artesanato. Além dos produtos artesanais, o visitante poderá comer as famosas tapiocas feitas pelas tapioqueiras da Sé. A feirinha do Alto da Sé funciona das 9h às 20h diariamente.

Alto do Moura

Em Caruaru, no Agreste, o tradicional artesanato feito de barro pioneiramente por Mestre Vitalino é vendido no Alto Moura. É no bairro que onde funciona os ateliês dos artesãos seguidores do estilo de Vitalino e onde fica a Casa-Museu Mestre Vitalino, onde viveu o artesão. Funciona de segunda a sábado, das 8h às 18h, e, aos domingos, das 8h às 12h.
Feiras fixas

Oficina do Artesão Mestre Quincas

A cultura das carrancas, esculturas de cabeças com expressões marcantes, pode ser vista no espaço, em Petrolina, que funciona como local para a confecção das peças. Funciona na Avenida Cardoso de Sá, sem número, Vila Eduardo. Horário de funcionamento é das 8h às 17h.

Feiras sazonais

Duas grandes feiras acontecem anualmente em Pernambuco e reúnem artesanato local, nacional e internacional. A primeira do ano é a Fenahall, que acontece no Chevrolet Hall em janeiro. Com estandes de artesãos locais e de vários países. em julho, é a vez da Fenearte, no pavilhão de Centro de Convenções. De acordo com o governo estadual, a última edição da Fenearte movimentou R$ 40 milhões.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo