AO VIVO
Veja como está a saída do Recife para o interior do Estado

O amor que guardei para mim

Seja forte, você precisa aprender a fazer o caminho de volta

Publicado em 15/06/2017, às 08h20 | Atualizado em 15/06/2017, às 08h20

Por Malu Silveira

Nós precisamos entender que o caminho de volta, por mais doloroso que seja, é extremamente necessário / Foto: Pixabay

Nós precisamos entender que o caminho de volta, por mais doloroso que seja, é extremamente necessário Foto: Pixabay

Há alguns dias, em duas situações semelhantes, alguém terminava uma conversa com a seguinte reflexão: nós precisamos aprender a fazer o caminho de volta. Coincidência ou não, eu já vinha há certo tempo pensando no assunto. Mas não sabia explicar bem o sentimento. Da primeira vez que soltaram a frase no meio da discussão, devo ter achado engraçada a transmissão de pensamentos. Mas, logo deixei a rotina me engolir e fazer com que eu esquecesse de uma consideração que precisava aplicar urgentemente na minha vida.

» Outros textos em O amor que guardei para mim

Na segunda vez que o tema surgiu novamente, minha mente deu o estalo. Se foi preciso que o assunto surgisse em outra conversa provavelmente era um sinal do universo que eu havia deixado escapar na primeira oportunidade. Com o passar dos dias, me permiti observar melhor o que as deusas estavam tentando me dizer. Não era possível que esse conselho dos céus não fosse me ajudar em algo. Qualquer empecilho que fosse.

Deixando fluir, percebi que talvez esta seja o lema de nossas vidas. Sim, é preciso saber fazer o caminho de volta. Todo santo dia, no decorrer das semanas, ao longo dos meses, com o passar dos anos. Se você não passou por isso, se prepare pois vai passar. Se já passou pode ir se acostumando porque provavelmente passará pela mesma barra outras várias vezes. Calma, eu vou me fazer entender.



Talvez pelo esforço costumeiro, pela nossa garra em conseguir as coisas, em construir nosso patrimônio, em trabalhar nossas angústias, em lutar para ser alguém melhor, teimamos em não aceitar o fracasso. É difícil entender que certas vezes nós temos que voltar pela trilha e recomeçar tudo de novo. Sei também que é terrível retornar pela estrada e observar que algumas árvores que plantamos infelizmente não deram frutos; as flores, outrora tão vivas, já murcharam; a cerca que construímos e pintamos com tanto cuidado já está descascando; o asfalto, antes tão firme, agora está esburacado.

Me faltam palavras para descrever como é custoso lidar com a frustração. Talvez por isso o regresso seja tão cansativo. Dói na alma. É tão pesado que quase podemos sentir a carga nas costas. Mas nós precisamos entender que o caminho de volta, por mais doloroso que seja, é extremamente necessário. Para nos fazer mais fortes, mais ávidos, mais esperançosos. Por mais que durante essa jornada provavelmente nos sentiremos fracos, fartos e desanimados.

Essa frase vai te perseguir por toda a vida...

... e é muito provável que você tenha muita raiva de ter que reiniciar do zero. Na vida amorosa ou profissional. Nos projetos diversos. Hoje não vai ter textão, porque não há muito o que filosofar sobre. Só há que ser forte e ter muita Fé. Pois você precisa aprender a fazer o caminho de volta. E, acredite, ele será florido.


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

O amor que guardei para mim Malu Silveira é jornalista. Uma garota de palavras e que adora frases de efeito. Escreve para tentar entender a vida e esse tal do amor. Outros textos em www.oamorqueguardeiparamim.com.br. maluspmelo@gmail.com

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo