Usina de Histórias

Pobres de nós, os dinossauros

Publicado em 25/04/2017, às 13h41 | Atualizado em 25/04/2017, às 14h10

Por Franco Benites

Fui à banca de revistas com uma emoção infantil em busca de revistas da Turma da Mônica. Era um presente para Leticia, minha sobrinha e afilhada, de cinco anos de idade.

Achei que por R$ 19,00 (revistas da Mônica, Cascão, Magali e Chico Bento) estaria comprando um passaporte da felicidade para Letícia. Horas depois, já com o presente em mãos, ela tira da embalagem e diz:

'Ah, a Turma da Mônica. Eu vejo na Netflix', disse, com aquela sinceridade que apenas as crianças têm e dando uma senhora esnobada em mim.

Como assim 'eu vejo no Netflix'?

Eu só vim saber o que era Netflix um dia desses e Leticia, cinco anos, vem e fala sobre a Netflix com a autoridade de uma universitária.

Eu também amo a Netflix. Me casaria com a Netflix se fosse solteiro, às vezes acho que a Netflix é o meu senhor e nada me faltará, porém não tenho cinco anos de idade. Sou um adulto!!! (isso se a gente combinar que ficam fora do meu perfil leves comoções juvenis em season finales de algumas séries).



Diante da esnobada sincera de Leticia eu me senti um dinossauro por acreditar que a Turma da Mônica do gibi é melhor do que a da TV.

O pior, mal sabia eu, estava por vir. Meu irmão, o pai de Letícia, disse que estava pensando em comprar um pug (falou púgui) pra presentar a filha. Atenta ao papo, ela retrucou:

'Púgui não, papai. Pâgue', corrigiu, ensinando a correta pronúncia da raça.

Depois, provocada pela tia, emendou uma contagem dos números em inglês colocando cada 'R' onde é necessário.

Letícia não está só. Pelo que vejo de outras crianças da mesma idade dela, a esperteza e inteligência abundantes são inerentes às novas gerações de meninos e meninas, todos capazes de dar nó em pingo de éter do alto de sua sapiência infantil.

Pobres de nós, os dinossauros, que morremos de velhice e anacrônicos. Mas também felizes de nós, os dinopadrinhos, dinotios e dinopais, que nos derretemos de amor.

Um meteoro chamado esperteza infantil vai acabar com os dinossauros / Foto: Reprodução/Internet

Um meteoro chamado esperteza infantil vai acabar com os dinossauros Foto: Reprodução/Internet


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

Usina de Histórias Franco Benites é um jornalista recifense que trocou momentaneamente a terra dos altos coqueiros para estudar em Braga, Portugal. Entende que o mundo foi feito para ser vivido, observado e narrado.. francobenites@gmail.com

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo