Mostra

Artista plástico com autismo estreia exposição individual no Recife

Publicado em 08/08/2014 , às 09 h38

Do NE10

Jackson preparou cerca de 20 telas sobre a cidade do Recife e o Carnaval pernambucano / Foto: divulgação

Jackson preparou cerca de 20 telas sobre a cidade do Recife e o Carnaval pernambucano Foto: divulgação

Um trabalho sensível e delicado em aquarela sobre papel revela um pouco da personalidade do artista plástico Jackson Santana. O artista, diagnosticado com autismo aos seis anos de idade, encontrou no desenho e na pintura a maneira de se comunicar com o mundo. Ele inaugura a primeira exposição individual neste sábado (9), a partir das 15h30, na Escolinha de Artes do Recife, no bairro das Graças.

Com curadoria da professora de artes visuais Camila Sobreira, Jackson preparou cerca de 20 telas sobre a cidade do Recife e o Carnaval pernambucano. O processo de produção das peças durou seis meses.

Prestes a completar 40 anos, Jackson Santana sempre demonstrou grande memória visual, reproduzindo no desenho pessoas ecenas vivenciadas no cotidiano, com traços fortes, circulares e sem muita preocupação com a proporção no papel.

As peças produzidas por Jackson estarão disponíveis para venda durante toda a exposição.  A mostra ficará aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, até o dia 9 de outubro.

SERVIÇO Exposição individual de Jackson Santana
Lançamento neste sábado (9), às 15h30, na Escolinha de Artes do Recife
Em cartaz até o dia 9 de outubro
Rua do Cupim, 124, Graças
Entrada Gratuita

PALAVRAS-CHAVE: entretenimento artes visuais

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.


Vitrine NE10
Fechar vídeo